SC PEDE EM BRASÍLIA REVOGAÇÃO DA PORTARIA FEDERAL QUE LIMITA CAPTURA DA TAINHA NA SAFRA DESTE ANO

Para remover os entraves e impactos sociais e financeiros que a portaria editada pelo governo federal vai causar no setor da economia e da pesca catarinense, com a proibição da captura  industrial da tainha na safra deste ano e, nesse mesmo período, atingindo a pesca artesanal com a limitação de captura de até 460 toneladas, o governador Jorginho Mello, em Brasília hoje,  esteve hoje em audiência com o ministro da Pesca e Aquicultura, André de Paula. P encontro foi acompanha por deputados e senadores  que formam o Fórum Parlamentar Catarinense no Congresso Nacional.

O ministro não deu a resposta definitiva sobre o pleito mas apenas ouviu as manifestações. O governador Jorginho Mello lembrou que a portaria traz impactos sociais e financeiros incalculáveis para o estado e, com isso, “pedimos de forma integrada com a bancada, que é o para-choque do Estado, para que nós possamos construir uma nova medida, dialogando com Santa Catarina, pois nós representamos uma potência na pesca, em especial na pesca da tainha, que é um patrimônio cultural. O ministro nos recebeu, nos ouviu e esperamos que nosso pedido seja atendido” destacou o governador.

Participaram também da reunião o secretário executivo de Estado da Aquicultura e Pesca, Tiago Frigo, a secretária executiva de Estado da Articulação Nacional, Vânia Franco, a presidente do IMA, Sheila Meirelles e o procurador-geral do Estado, Márcio Vicari

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome