FLORIANÓPOLIS: CÂMARA MUNICIPAL APROVA RECEITA DE R$ 3,7 BILHÕES PARA 2023

Classificando como “garantia de mais investimentos para execução de projetos que vão  atender demandas e necessidades da nossa população”, o vereador Roberto Katumi, presidente da Câmara Municipal classificou como prioridade, a aprovação na tarde de hoje em plenário, da proposta orçamentária para 2023 encaminhada pela Prefeitura de Florianópolis.

A receita do  orçamento geral do município de Florianópolis, incluindo as Administrações Diretas, Indiretas, Autarquias e Poder Legislativo está estimada em R$3,7 Bilhões. Essa previsão orçamentária, destaca que para a Assistência Social estão previstos investimentos da ordem de R$ 95.019.334,00, Cultura com R$ 20.414.344,00, Educação R$ 841.748.434,00, Saúde R$ 601.937.860,00 e Saneamento R$ 55.299.338,00. Em termos de crescimento em relação à receita deste ano, para 2023, há um avanço de 32,45%. A proposta ainda prevê R$16.339.683,00 para emendas impositivas dos vereadores, sendo R$710.421,00 para cada parlamentar. As emendas auxiliam os parlamentares a destinar recursos do município para determinadas obras, projetos ou instituições.

CÂMARA: PAPEL FUNDAMENTAL

Após conclamar o resultado da votação, o presidente do Legislativo, vereador Roberto Katumi acrescentou,  que “a Câmara hoje cumpre seu papel regimental, orçamento aprovado e deliberado pela comissão de orçamento. Hoje a Câmara mais uma vez diz sim para a cidade aos investimentos que foram propostos pelo prefeito Topázio e sua equipe para aplicar no ano de 2023”, finalizou.

O secretário Municipal da Fazenda, Leandro Domingues, que acompanhou a votação, destacou que  a importância da aprovação da LOA para o desenvolvimento da cidade e a expectativa de crescimento para o próximo ano: “é muito importante ao município porque visa justamente viabilizar todos os serviços aos munícipes, dando a cidade todas as ferramentas necessárias para a prestação de serviço e para os demais itens que são elencados nas despesas municipais ao longo do ano. Existe uma tendência de aumento na arrecadação decorrente da expectativa da economia, acompanharemos ao longo dos próximos meses se isso vai se efetivar e ajustaremos as pontas conforme a entrada de receitas no município”, observou.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome