ASSEMBLEIA LEGISLATIVA VAI VOTAR PROJETO SOBRE OPERAÇÕES DE SEGURANÇA NAS ESCOLAS DE SC

O deputado Mauro de Nadal, presidente da Assembleia Legislativa anunciou o projeto para segurança integrada nas escolas de Santa Catarina

Destacando a criação do Comitê de Operações Integradas de Segurança Escolar, o COMSEG, formado em parceria com 30 instituições da sociedade organizada, o deputado Mauro de Nadal, presidente da Assembleia Legislativa debateu hoje durante painel sobre segurança pública no congresso da Federação de Consórcios, Associações e Municípios de Santa Catarina (Fecam). O Comseg  foi criado pela Assembleia Legislativa após o ataque à uma creche em Blumenau, em abril deste ano. Com consequência de estudos levantados pelo conselho em várias audiências públicas regionais, será editado um projeto de lei contendo uma política de segurança a ser implantada em todas as unidades de ensino públicas e particulares de Santa Catarina.

“Fizemos várias reuniões, realizamos audiências públicas em diferentes regiões do estado, criamos três comitês temáticos que cuidaram especificamente de temas com afinidade ao profissional que pertencia a cada comitê. Também realizamos duas missões, uma internacional, uma nacional e agora vamos realizar mais uma missão nos Estados Unidos, com o propósito de buscar experiências em locais com registro de fatos como os que aconteceram em SC. Acredito que no mês de novembro vamos poder entregar este projeto aos catarinenses, enfatizou Mauro de Nadal.

O presidente da Assembleia Legislativa lembrou ainda  que os representantes dos municípios e de escolas ainda podem dar sugestões nesta fase de elaboração do projeto de lei que vai implantar a política estadual de segurança nas escolas de Santa Catarina.

PRIMEIRO ATAQUE

O mediador do debate foi o prefeito de Saudades, Maciel Schneider. Em 2021, o município do oeste do estado foi o primeiro a registrar um ataque a uma unidade de ensino em Santa Catarina. Um jovem invadiu uma creche e matou três crianças menores de dois anos de idade e duas educadoras.

De acordo com o prefeito, o trabalho do Comseg é fundamental para garantir que as famílias deixem os filhos com mais tranquilidade nas escolas. “É muito importante pra que a gente possa levar a sensação de segurança para os pais. Sabemos que o desafio é enorme, tendo em vista os acontecimentos em Saudades e Blumenau, mas precisamos dar atenção a este problema que está à nossa frente, e nada melhor que unirmos forças para que a gente possa deixar os pais mais tranquilos no momento em que levam suas crianças às unidades escolares.”

O prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt, também participou do evento. Ele falou sobre o ataque de abril na creche Cantinho Bom Pastor, na cidade do Vale do Itajaí, onde quatro crianças de quatro a sete anos de idade foram assassinadas. O prefeito também abordou as medidas tomadas pela administração municipal após a ocorrência e reforçou a importância do Comseg escolar.

“Este trabalho nos dá condições para discutirmos e trabalharmos em conjunto, ações que possam ser levadas não só para Blumenau, mas para todas as escolas públicas, privadas, municipais, estaduais, nos dando a condição de inclusive reivindicarmos junto ao Tribunal de Contas, ao Ministério Público e Poder Judiciário, as fontes de recursos pra que possamos de fato estruturar e atender ao aumento na demanda de segurança que surgiu, depois dos atentados registrados na nossa cidade em Saudades.”

O Congresso de Consórcios, Associações e Municípios de Santa Catarina (Comac-sc),  com sede em São José até sexta-feira, conta com a participação de cerca de 4.500 pessoas, entre prefeitos, outros gestores e servidores municipais.

“O Comseg é a união de esforços em prol da segurança das nossas crianças, para que tenhamos facilidade de planejmanto das ações que os municípios precisam desenvolver. Para isso, precisamos do apoio da Assembleia Legislativa, que iniciou este trabalho, buscando diversos parceiros e nós fazemos parte deste projeto. Esperamos o apoio de todos os gestores públicos na causa que é tão importante diante destes ataques que aconteceram em nosso estado”, destaca a presidente da Fecam, Milena Lopes.

 

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome