GRIPE AVIÁRIA: GOVERNO DE SC SE CONCENTRA EM BRASÍLIA PARA RETOMADA DE EXPORTAÇÕES DA CARNE DE FRANGO

Correspondendo a mais de 30% de toda a carne de frango vendida pelo Brasil ao Japão, Santa Catarina, defendeu hoje em Brasília, a retomada das exportações.O estado também é um dos poucos fornecedores de proteína aviária que já exporta o produto com os cortes mais tradicionais consumidos pelo mercado japonês. É que ontem, o governo catarinense recebeu comunicado do Ministério  da Agricultura e Pecuária informando que o Japão havia decidido suspender a compra desses produtos com a confirmação de Influenza Aviária de Alta Patogenicidade (IAAP) enm um aviário da cidade de Maracajá no sul do Estado.

Assim que recebeu a confirmação de Influenza Aviária, a secretaria de Estado da Agricultura, por meio da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), adotou todas as medidas sanitárias com base nos protocolos internacionais e o foco foi erradicado já no próprio final de semana da descoberta do caso isolado. A Cidasc também intensificou as ações de educação sanitária, de vigilância e investigação epidemiológica nas propriedades rurais na região.

Para a retomada imediata das negociações com o Japão, o  governador Jorginho Mello foi para Brasília e hoje, em audiência, apresentou ao ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, o sistema sanitário de proteção animal e todos os protocolos seguidos para eliminação do foco identificado em aves de uma criação caseira, de fundo de quintal, em Maracajá.

O ministro Carlos Fávaro garantiu ao governador que a questão “passou a ser a prioridade número 1 da nossa missão e já estamos em tratativas para rediscussão deste protocolo. Santa Catarina sempre foi e sempre será o nosso exemplo de sanidade animal e garantimos isso pros brasileiros e pro mundo todo a partir do exemplo do que vemos em solo catarinense”, disse o ministro.

“Estamos bastante preocupados com o embargo que a gente sofreu do Japão e viemos pedir ajuda. O ministro tem uma missão essa semana para o país e a gente veio reforçar essa importância, o quanto as vendas para o Japão representam pra economia de Santa Catarina, e o nível de qualidade da nossa produção”, explicou o governador Jorginho Mello.

Amanhã, também,  o governador vai se reunir com  o embaixador do Japão para fazer o “que estiver ao nosso alcance para reverter a situação, mostrar que foi um fato isolado e que não afeta a excelência sanitária do plantel avícola catarinense e a produção comercial”, disse.

PAIS LIVRE DA INFLUENZA

O Brasil continua sendo um dos quatro países do mundo que nunca registraram casos de gripe aviária em criações comerciais, as que produzem os produtos vendidos para o exterior. O Japão, no entanto, adota esse protocolo preliminar de suspender as importações sempre que identificada a doença em alguma ave que não seja silvestre.

Santa Catarina responde por mais de 30% do fornecimento do consumo do país de carne de frango. O estado também é um dos poucos fornecedores de proteína aviária que já exporta o produto com os cortes mais tradicionais consumidos pelo mercado japonês.

 

 

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome