FLORIANÓPOLIS: LEI AUTORIZA INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA DE MORADORES DE RUA

“É uma nova fase que a gente ganha, é mais uma ferramenta de gestão em Florianópolis”, foi o que disse o prefeito Topazio Neto, ao sancionar hoje, a lei aprovada pela Câmara Municipal, que estabelece normas para internação involuntária de pessoas em situação de rua.

Anexo à lei, um decreto também firmado pelo prefeito, vai regulamentar as ações para aplicação das sanções. Topazio é categórico:”nós precisamos separar quem precisa de ajuda e quer ajuda, de quem precisa de polícia”.

A partir de agora, agentes da assistência social, saúde e guarda municipal, farão as abordagens nas ruas e encaminharão, dependendo do grau de comportamento, as pessoas para os núcleos de atendimento médico que irá atestar se há ou não necessidade de internação em clínica especializada.

As estatísticas registradas pela Assistência Social e Secretaria Municipal de Segurança Pública revelam que, atualmente, 900 pessoas vivem pelas ruas da Capital e menos da metade aceita acolhimento. Paralelamente, pessoas que caminham pelas ruas, seja de dia ou de noite, têm sido vítimas de agressões e até de ameaças de morte. Nesses casos, em maioria, os autores são dependentes químicos.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome