EDUCAÇÃO ESPECIALIZADA: FLORIANÓPOLIS AUMENTA NÚMERO DE SALAS MULTIMEIOS

Para avançar no processo de inclusão de 1.679 estudantes com deficiência, a Prefeitura de Florianópolis está tomando algumas medidas. Uma delas é aumentar o número de salas multimeios para o Atendimento Educacional Especializado (AEE). As salas receberão notebooks e móveis planejados. Além disso, está havendo um reforço de profissionais com a contratação de novos professores de educação especial. A Prefeitura já adquiriu e entregou igualmente parques acessíveis a serem instalados em todas as escolas e núcleos de educação infantil.
A rede municipal de ensino terá ainda um laboratório de tecnologia assistiva, que se refere a recursos, serviços, estratégias e práticas que são criadas e aplicadas para minimizar ou até mesmo eliminar barreiras enfrentadas por sujeitos com deficiência no contexto escolar.

Em 2021, a rede municipal de ensino contava com 41 salas multimeios. Este ano já são 51 espaços constituídos de materiais didáticos, recursos pedagógicos e de acessibilidade.

Conforme o prefeito Gean Loureiro, o objetivo desse aumento é acolher com qualidade os estudantes, professores e famílias.

EQUIPAMENTOS DE PONTA

Todas as salas multimeios terão notebooks, assim como o Centro de Atendimento Pedagógico para Alunos com Deficiência Visual (CAP). A exemplo das salas das escolas municipais Osvaldo Machado, Professora Neuza de Paula da Silveira, José Amaro Cordeiro e Tapera, todas terão mobiliário moderno e sob medida.

Para dar atenção aos estudantes, informa o secretário de Educação, Maurício Fernandes Pereira, há professores de educação especial que atuam no atendimento educacional especializado e auxiliares para estudantes que necessitam de acompanhamento. Há ainda professores e intérpretes de Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e aqueles que atuam no Centro de Atendimento Pedagógico para Alunos com Deficiência Visual – CAP.

Por intermédio da Secretaria de Educação, a prefeitura aumentou o número de profissionais de educação especial no Neim Lausimar Laus , nas escolas José Amaro Cordeiro, Intendente Aricomedes da Silva, Virgílio Várzea e Brigadeiro Eduardo Gomes e na EJA- Educação de Jovens, Adultos e Idosos.

A administração já começou a instalar parques acessíveis nas unidades educacionais. Trata-se de um kit de brinquedos permitindo a integração entre crianças com e sem deficiência. Há três modelos: balanço, gangorra e gira-gira.

PROJETO INOVADOR

A rede municipal de ensino de Florianópolis é referência no processo de inclusão de estudantes com deficiência. Desta forma, no intuito de assegurar e avançar ainda mais na promoção da política de educação especial na perspectiva na educação inclusiva, a Secretaria de Educação irá implantar o Laboratório de Tecnologia Assistiva Educacional e Linguagens.
Será localizado no bairro da Coloninha, região continental, ao lado do Núcleo de Educação Infantil Otília Cruz . Haverá uma gama de recurso de alta tecnologia e profissionais para orientar o uso nas diversas unidades educativas da rede.

A maioria dos estudantes, 610, possui transtorno do espectro autista (TEA), seguido por deficiência intelectual, 212, e deficiência motora-física, 86. Há estudantes com deficiências múltiplas, que somam 55.

Existem 38 com altas habilidades/superdotação, 27 com perda total ou parcial da audição e 20 que são cegos ou que possuem baixa visão.

Em observação estão 425 e, em avaliação, 206.

LOCALIZAÇÃO DAS SALAS MULTIMEIOS

1- NEIM Abraão – Abraão

2- NEIM Antonieta de Barros – Vila Aparecida
3- NEIM Coqueiros – Coqueiros

4- NEIM Cristo Redentor – Centro

5- NEIM Doralice Maria Dias – Canasvieiras

6- NEIM Gentil Mathias da Silva – Ingleses

7- NEIM Joel Rogério de Freitas – Monte Cristo

8- NEIM Orlandina Cordeiro – Saco Grande

9- NEIM Vó Terezinha – Agronômica

10- NEIM Zilda Arns Neumann – Carianos

 

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome