CASO DE POLÍCIA: PATROCINADORES DE FESTAS PARTICULARES ESTÃO SOB INVESTIGAÇÕES EM FLORIANÓPOLIS

Pelos decretos assinados pelo governo do Estado e firmados pela Prefeitura de Florianópolis atos sociais , como festas, com aglomerações de pessoas estão proibidos durante a quarentena da pandemia do coronavírus. Mas, há registros de que festas e eventos, considerados até particulares, vêm acontecendo na Capital.

Através de denúncias, a Vigilância Sanitária, e as Polícias Militar e Civil trabalham em conjunto para identificar proprietários de casas em Jurerê Internacional, Cacupé e Lagoa da Conceição de que em alguns locais estão sendo realizadas festas e eventos particulares, o que desrespeita os decretos estaduais e municipais de ações de combate ao COVID-19.

Todas as informações das investigações serão repassadas ao Ministério Público de Santa Catarina para que, se necessário, sejam realizados os procedimentos cabíveis. É possível, inclusive, que os responsáveis sejam punidos, além de penalidades civis, com penalidades sanitárias que podem chegar ao valor de 2.500 reais, dadas pela Vigilância Sanitária de Florianópolis.

“A Prefeitura de Florianópolis tem adotado diversas medidas para conter a disseminação do COVID-19. É importante destacar que não vamos deixar pessoas que descumprem os decretos sem as devidas penalidades. Sempre que as situações forem apuradas e confirmadas, nós iremos autuar”, comenta Priscilla Valler dos Santos, Diretora de Vigilância em Saúde.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome