ATRAÇÃO O ANO INTEIRO: SANTA CATARINA OFICIALIZA O CALENDÁRIO DO TURISMO DE INVERNO

Com uma programação abrangente e diversificada sobre as belezas naturais que Santa Catarina, fora da temporada de verão oferece, principalmente aos turistas, o governo do Estado lançou hoje o calendário da Estação de Inverno.Pela primeira vez, a administração estadual monta um roteiro oficial que vai transformar a posição catarinense, como destino atrativo e verdadeiro, durante a estação mais fria do ano.

Na abertura do evento, uma ação conjunta de vários órgãos públicos estaduais, com a participação do Sebrae e da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina e com a presença do trade turístico, o governador Jorginho Mello enfatizou que “no estado, o frio dura mais que o calor, temos três das cinco cidades mais frias do Brasil, e até hoje não tínhamos um movimento turístico organizado para divulgar e explorar da melhor forma as atrações únicas que o nosso Estado tem. O próprio catarinense desconhece as nossas maravilhas e acaba preferindo curtir as férias fora. Vamos fomentar o turismo interno e, a partir disso, potencializar a geração de emprego e renda nesse setor tão importante. Justamente por isso criamos uma secretaria específica para cuidar do Turismo”, disse.

Por sua vez, ao lembrar que o governo “nunca criou, de uma forma oficial,  uma Estação de Inverno”, o secretário Estadual do Turismo, Evandro Neiva reforçou que o objetivo, neste primeiro ano, é de “transformar a política de turismo num ato e programa de gestão pública.O turismo sempre foi visto apenas como lazer, mas é também emprego e distribuição de renda, servindo de modelo para várias vertentes, inclusive para o trade turístico se preparar, realizar a promoção do turismo e que os atores privados estejam mais presentes”.

O lançamento do calendário, que vai de 1º de junho a 30 de setembro, é um marco para o desenvolvimento turístico, com a extensão do anuário do setor durante os próximos anos. Com essa iniciativa, o Governo do Estado passa a ter no inverno a mesma relação governamental que tem com a já consolidada temporada de verão.

RIQUEZAS NATURAIS

Além das belezas naturais, a culinária típica, que o clima do inverno proporciona, Santa Catarina também tem uma vasta programação de festividades da época, são cerca de 140 eventos em todas regiões do estado. Destaques para Festa Nacional do Pinhão, que ocorrerá entre 2 a 11 de junho, na cidade de Lages; Festa da Gastronomia Típica Italiana, em Nova Veneza, nos dias 15 a 18 de junho; em Luiz Alves, a Festa Nacional da Cachaça entre os 14 a 16 de julho; o tradicional Festival de Dança de Joinville, marcado para 17 a 29 de julho; de 9 a 13 de agosto, a Festa do Vinho em Urussanga e a ExpoConcórdia, de 1º a 10 de setembro, no município de Concórdia.
Números do turismo em Santa Catarina

Levantamento do Almanach, ferramenta que reúne dados abertos relacionados ao turismo, apontou que no período do inverno no ano passado, houve um crescimento de 20,09% em comparação com 2021 na arrecadação de ICMS nas Atividades Características do Turismo (ACT’s), em 21 municípios mapeados com perfil para turismo de inverno.O relatório revelou ainda que foram abertas no ano passado, 1.843 empresas a mais em comparação com o ano anterior, com um saldo de 28,4 mil empregos.

Além disso, uma pesquisa realizada pela Fecomércio na Serra Catarinense em 2022 apresentou um perfil dos visitantes que estiveram na região. A faixa etária de maior representação foi a de adultos entre 31 a 40 anos (27,9%), entre 41 a 50 anos, com 24,9%. A principal composição do grupo de viagem foi 47% familiar, seguido de 43% de casais.

O tempo médio de permanência dos turistas na Serra Catarinense foi de 3,4 dias (superior ao ano anterior – 2,8 dias). A média geral dos gastos foi de R$ 2.131, gerando um impacto econômico estimado em R$ 608 milhões nesta temporada. A maioria do público é formada pelo turista interno do próprio estado de Santa Catarina (62,6%). Outros estados somam-se a este público provenientes de São Paulo (11,6%) e Paraná (8,8%).

O principal meio de transporte utilizado foi o veículo próprio (82,4%). No tocante à forma de hospedagem, a maior porcentagem de turistas utilizou a hotelaria (62,6%). As principais atividades/pontos turísticos de interesse nesta região foram: belezas naturais, turismo de aventura, turismo de lazer, pontos religiosos, enoturismo e ecoturismo.
Ações de Governo previstas para a temporada

SEGURANÇA

Com o início do inverno, as baixas temperaturas e a maior movimentação que a temporada proporciona na Serra Catarinense, principalmente com a vinda de turistas de diversas regiões do país, a Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) realiza a Operação Inverno desde o dia 27 e vai  até 29 de agosto.

Em Bom Jardim da Serra também será inaugurado, no dia 21 de junho, o novo Posto “21” do Comando de Polícia Militar Rodoviária (CPMR). A obra teve um investimento de R$ 975 mil com recursos do Governo do Estado, através de convênio entre a PMSC e a Secretaria de Infra-Estrutura (SIE).

A Operação Inverno visa reforçar a segurança, a preservação da ordem e a proteção dos turistas de inverno que visitam a região. A operação, que seguirá até o dia 29 de agosto, receberá reforço policial às cidades de Lages, Bom Jardim da Serra, Bom Retiro, São Joaquim, Urubici, Itá, Urupema, Praia Grande, Treze Tílias, Rancho Queimado e Campo Alegre.

Cerca de mil policiais militares serão empregados para executar policiamento ostensivo geral, auxiliando os turistas nos pontos de maior concentração de pessoas, agindo preventivamente para a manutenção da ordem pública.

O comandante-geral da PMSC, coronel Aurélio José Pelozato da Rosa, destaca que “a PMSC está totalmente integrada às demais forças de Segurança do Estado, através da Secretaria de Segurança Pública, em operações específicas e conjuntas, com objetivo de garantir a devida segurança aos moradores e turistas que visitam a região e o nosso Estado”, completou.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome