ALESC: RELATÓRIO APONTA CAUSAS E RESPONSABILIDADES SOBRE ROMPIMENTO DE RESERVATÓRIO DA CASAN EM FLORIANÓPOLIS

Deputado Ivan Naatz (PL), presidente da Comissão Mista da Casan na Assembleia Legislativa de Santa Catarina.

Apontando responsabilidades sobre as causas e consequências do rompimento da estrutura do Reservatório da Casan, no bairro Monte Cristo, em Florianópolis, ocorrido na madrugada do dia 6 de setembro do ano passado, nesta terça feira, a Comissão Mista formada na Assembleia Legislativa, vai divulgar e votar o relatório conclusivo das investigações.
A rachadura da estrutura do reservatório, em setembro, atingiu casas, inundou estabelecimentos comerciais, arrastou carros e derrubou postes de iluminação pública, atingindo ao todo 179 famílias que pediram reparação dos prejuízos.

O deputado Ivan Naatz, do PL, presidente da Comissão tem reiterado que o objetivo do colegiado foi o de contribuir com os trabalhos de investigação, inclusive no que tange ao ressarcimento, não só dos estragos materiais causados, mas também do prejuízo à imagem da Casan como empresa pública e dos responsáveis que forem apontados como causadores do acidente.

O relator da comissão, deputado Mário Motta, do PSD, antecipou que as conclusões e sugestões do relatório, foram obtidas em trabalho conjunto com as perícias desenvolvidas, tanto pela Polícia Civil, como pela Polícia Científica, que fizeram seus inquéritos, como, também, pelo Tribunal de Contas do Estado, Ministério Público Estadual e Controladoria Geral do Estado. Depois de votado na terça feira, cópias do relatório para adoção de providências, serão encaminhadas a estes órgãos, além da própria Casan, à Agência de Regulação de Serviços Públicos de Santa Catarina, ao Conselho Regional de Engenharia e Agronomia e também à Procuradoria Regional do Trabalho.

A comissão, implantada no dia 11 de outubro do ano passado, realizou 11 audiências, com depoimentos de dez pessoas envolvidas na execução do projeto estrutural e na construção do reservatório, além de funcionários e direção da Casan que antecipou já  estar ressarcindo gradativamente os moradores atingidos num montante total estimado em mais de R$ 9 milhões.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome