SÃO JOSÉ CONFIRMA MAIS DE 22 MIL SERVIÇOS PARA MORADORES DE RUA

O balanço foi promovido para acompanhar os serviços ofertados na cidade

Nesta semana, a Secretaria de Assistência Social de São José realizou a apresentação dos dados referentes aos cuidados com as pessoas em situação de rua no município. O balanço foi promovido para acompanhar os serviços ofertados na cidade, para sempre buscar políticas públicas que mudem o cenário atual das pessoas que se encontram nessa situação.

De agosto a outubro, meses avaliados para obter a média dos serviços da Assistência Social, o número de usuários atendidos foi de 1.793 para 2.452, sendo mais de 659 atendimentos nos últimos três meses. O crescimento foi de 7.067 serviços, sendo 15.473 até agosto e 22.540 até outubro.

Parte da reinserção social, o encaminhamento ao mercado de trabalho é um dos serviços que a Prefeitura de São José possui. Em agosto, foram 68 pessoas encaminhadas ao mercado de trabalho e em outubro, 74 pessoas.

Em passagem terrestre, o município registrou 171 atendimentos e também 121 pessoas ingressaram em comunidades terapêuticas até outubro.

“O trabalho da Assistência Social de São José não é apenas abordar as pessoas em situação de rua, é necessário o encaminhamento para o resgate dessa vida. É a assistente que conversa e encaminha a pessoa para o Centro POP, e lá ela é atendida por um psicólogo que dá o encaminhamento, essa é a importância do serviço na cidade”, ressalta o secretário de Assistência Social, Lédio Coelho.

Os serviços ofertados no Centro POP são alimentação, higienização, guarda de pertences, kit higiene, atendimento psicossocial, encaminhamento para a saúde, encaminhamento para a comunidade terapêutica, confecção de documentos, confecção de currículo, preparação para entrevista, encaminhamento para o mercado de trabalho, recondução a família de origem com fornecimento de passagem terrestre, defensoria pública, atendimento médico, reconstrução de projetos de vida e oficina de esportes, oficina de fotografia.

Já os serviços de Abordagem Social são para os usuários que não acessas o Centro POP. A Prefeitura conta com uma Casa de acolhimento e duas casas de passagem, com 85 vagas, além do serviço de Comunidade Terapêutica com 95 vagas em três locais diferentes.

(SECOM/PMSJ)

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome