QUALIDADE DE VIDA: ESTUDANTES DE SÃO JOSÉ PARTICIPAM DE ESTUDOS E ANÁLISES SOBRE PRESERVAÇÃO DA ÁGUA

Com foco em dois princípios básicos sobre qualidade de vida: educação ambiental e conscientização sobre a preservação da água, estudantes de cinco escolas da Rede Municipal de Ensino de São José desenvolvem o projeto “Nossa Água vai para o Mar”.Só neste mês, Em outubro, os alunos dos Centros Educacionais Municipais (CEMs) Professora Amélia Inácia de Medeiros Ludwig, Santa Terezinha, Maria Hortência Pereira Furtado, Antônio Francisco Machado (Forquilhão) e Sebastião Corrêa realizaram visita de estudo na bacia do Rio Forquilhas. Os resultados das análises químicas em laboratório serão divulgados no dia 28 de novembro, na Escola Municipal do Meio Ambiente.

As turmas de cada escola analisam características da paisagem local, como a presença ou ausência de mata ciliar, animais, residências, indústrias, estruturas viárias, e também fazem a coleta da água para verificar as características físicas e químicas, como cor, cheiro, turbidez, PH, amônia, entre outros.

Os professores de Ciências e de Geografia das escolas envolvidas acompanham as atividades, relacionando os assuntos abordados durante o projeto com os componentes curriculares das aulas. “Na disciplina, estamos trabalhando recursos hídricos, bacias hidrográficas, hidrografia do Município e com esse projeto conseguimos fazer a conexão com o rio Forquilhas, aqui pertinho da escola”, explicou o professor de Geografia do CEM Professora Amélia Inácia de Medeiros Ludwig, Arnaldo de Araújo Ribeiro.

ANÁLISE E RESULTADOS

Com a amostra coletada, os estudantes retornaram à escola para fazer a análise. Utilizando um kit portátil, eles conferiram os parâmetros físicos e químicos. Os resultados serão apresentados em uma feira de ciências que está prevista para o dia 28 de novembro, na Escola Municipal do Meio Ambiente.

O projeto também contempla pintura de bueiros próximos às escolas participantes. A turma 61 do CEM Professora Amélia Inácia de Medeiros Ludwig foi a primeira a fazer a pintura na manhã desta segunda-feira (30).

As ilustrações de animais marinhos, feitas pelo artista Juan Mandala, são reproduzidas para o cenário urbano com a técnica de stencil, que transfere o desenho para outra superfície.

“Nós conversamos com os estudantes que os bueiros são super importantes e que precisam ser conservados de maneira adequada, evitando assim alagamentos e enchentes. Muitas pessoas jogam resíduos nos bueiros, entupindo os locais e impedindo o fluxo das águas. Nosso objetivo com a ação da pintura dos bueiros é chamar a atenção de todos que circulam pelas proximidades das escolas, mostrando que o impacto das nossas ações afeta a sustentabilidade dos oceanos”, citou a diretora da Escola Municipal do Meio Ambiente, Cinthya Persike.

Os alunos gostaram da atividade. “Estou pintando o nome do projeto ‘Nossa Água vai para o Mar’. Espero que contribua para a conscientização das pessoas, para elas entenderem que não podemos jogar lixo nas ruas ou bueiros, porque o destino é o rio e depois o mar”, opinou o estudante Lucas Livramento Pedreira, 12 anos.

A Escola Municipal do Meio Ambiente é parceira do projeto, desenvolvido pela Cepagro (Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo) com apoio da MRV e conta também com a participação da Agência de Gestão e Educação Ambiental (AGEA).

Outras turmas também realizarão atividades de pintura dos bueiros próximos às escolas até o dia 10 de novembro.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome