PRIMEIROS SOCORROS: PROFESSORES DE SÃO JOSÉ RECEBEM FORMAÇÃO DE BRIGADISTA

Com técnicas de ensinamentos em situações de emergência, simulações de socorro como reanimação cardiopulmonar, convulsões, manobras para desengasgo, aplicação de curativos em ferimentos e lesões, abandono de local e utilização de extintor em situações de incêndios, policiais do 10o. Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar em São José, em parceria com a prefeitura Municipal, vem capacitando, há um ano, profissionais da área de educação infantil da cidade.

“Rotineiramente acontecem situações que podem colocar as crianças em risco. O adequado é que o primeiro atendimento seja rápido e de qualidade para que o quadro não se agrave e os profissionais da educação consigam minimizar os danos, até a chegada do socorro especializado”, afirmou o sargento Douglas Coelho da Silva, que ministrou o curso.

O curso de formação de Brigadista Voluntário é realizado em encontros semanais, contemplando cada um dos 39 Centros de Educação Infantil (CEIs). Ao todo, foram 46 encontros, capacitando cerca de 1.600 profissionais de educação.

EDUCAÇÃO COM CUIDADOS

Para a coordenadora da Educação Infantil da Secretaria Municipal de Educação, Márcia Cristina Figueiredo Rizzaro, a Educação Infantil tem como base o cuidar e o educar. “O cuidar e o educar é algo indissociável. As crianças são sempre muito curiosas e muitas vezes não têm noções de perigo. Um olhar atento e de responsabilidade deve ser constante por parte dos adultos que trabalham com as crianças. A formação nos proporcionou conhecimentos importantes no que diz respeito à segurança e à prevenção de acidente com nossos pequenos no dia a dia das unidades que com certeza farão a diferença”, frisou.

O treinamento, que acompanha lei municipal, estabelece que as unidades de ensino ofereçam treinamento em cursos de primeiros socorros, com carga horária mínima de 8 horas, a cada dois anos.

“Nosso agradecimento ao Corpo de Bombeiros e ao sargento Douglas por esses ensinamentos tão fundamentais para o cuidado com a segurança das nossas crianças e profissionais”, destacou a secretária municipal de Educação, Ana Cristina Hoffmann.

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome