PALHOÇA REAFIRMA INTEGRAÇÃO AO MOVIMENTO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

Um dos primeiros municípios catarinenses a assinar agregação ao Movimento Nacional dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), ainda no ano passado,  Palhoça oficializou a adesão durante o evento “Estratégias para o desenvolvimento local sustentável das cidades de Santa Catarina”, realizado na sede da Associação dos Municípios da Grande Florianópolis (GranFpolis) na última sexta-feira.

O evento foi organizado pela Federação de Consórcios, Associações e Municípios de Santa Catarina (Fecam), em parceria com o Movimento ODS Santa Catarina, com o Programa Cidades Sustentáveis (PCS) e com a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), no âmbito do projeto Rede Estratégia ODS – uma coalizão que reúne organizações representativas da sociedade civil, do setor privado, de governos locais e da academia com o propósito de ampliar e qualificar o debate a respeito dos ODS no Brasil.

O objetivo do evento foi apresentar as estratégias desenvolvidas em prol dos ODS e ofertar novas ferramentas e metodologias para apoiar os municípios catarinenses na implementação da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), em nível local. “Os ODS ligados à Agenda 2030 trazem as necessidades para sanar as disparidades em diversas frentes de desenvolvimento sustentável e socioeconômico”, reflete a secretária Anna Paula.

CIDADES 2030

Mesmo que Palhoça tenha assinado a adesão antecipadamente, o secretário Pepê e o servidor Ruan, representante do município de Palhoça junto ao Movimento Nacional dos ODS, foram convidados a participar do evento, que promoveu o lançamento do Acordo Cidades 2030, um acordo de cooperação para fomentar a implementação em âmbito local dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. A ideia dos organizadores é a de atrair novos municípios para a estruturação de ações relacionadas a políticas públicas de desenvolvimento sustentável e impactos positivos nas cidades.

Ao registrar a adesão ao Programa Cidades Sustentáveis e à Frente Nacional de Prefeitos, as prefeituras têm acesso gratuito à plataforma do PCS, onde são disponibilizadas, de forma gratuita, diversas ferramentas e metodologias para apoiar a implementação da Agenda 2030 e dos ODS, que integram os módulos: Indicadores, Planejamento Urbano Integrado, Colaborações do Setor Privado e da Academia, Financiamento e Gestão Orçamentária e Participação Cidadã, entre outros.

“Conforme as demandas observadas através dos eixos implantados na Secretaria da Fazenda, como a desburocratização e a Sala do Empreendedor, acabamos observando a necessidade de expandir a experiência de tratar de forma dinâmica, consciente e sustentável os demais pontos de desenvolvimento dentro do município, como os meios socioeconômicos, capacitando os grupos menos contemplados dentro da sociedade, atendendo de forma humanizada e procurando saber a real necessidade do munícipe dentro de Palhoça”, comenta o coordenador da Sala do Empreendedor.

“Os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável são um apelo global à ação para acabar com a pobreza, proteger o meio ambiente e o clima e garantir que as pessoas, em todos os lugares, possam desfrutar de paz e de prosperidade. Importante salientar que as pessoas vivem suas vidas nas cidades, e portanto, é aqui que devemos dar ênfase na execução desse movimento”, destaca o secretário da Fazenda de Palhoça.

A Prefeitura de Palhoça foi representada, no evento, pela secretária de Desenvolvimento Econômico, Anna Paula Heiderscheidt; pelo secretário da Fazenda, Pedro Paulo dos Passos Freitas (Pepê); e pelo coordenador da Sala do Empreendedor, Ruan Ferreira da Silva.

 

 

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome