MODERNIZAÇÃO NO TURISMO: PREFEITURA AUTORIZA OBRAS DE ALARGAMENTO DA PRAIA DE INGLESES EM FLORIANÓPOLIS

O prefeito Topazio Neto assinou hoje a ordem de serviços das obras de alargamento da praia de Ingleses em Florianópolis,

Tendo como modelo, o projeto tecnicamente aprovado e concluído há quase três anos, de alargamento da praia de Canasvieiras, a prefeitura de Florianópolis, autorizou hoje a arrancada dos mesmos serviços na praia de Ingleses.

Ao assinar a ordem de serviço do projeto de Ingleses, acompanhado do secretário municipal de infraestrutura, Valter Galina, o prefeito Topazio Neto, ressaltou que a obra ,num dos balneários mais movimentados da cidade na alta temporada, vai engrandecer o turismo e seus benefícios vão além da estação mais quente do ano. Afinal, Ingleses é o bairro mais populoso de Florianópolis. A expectativa é a que o alargamento seja concluído até janeiro.
E, disse mais, o prefeito Topazio: as obras de alargamento em balneários movimentados, como é o caso das praias do Norte da Ilha, são investimentos pagos com o tempo. Pelos estudos realizados e experiência adquirida em Canasvieiras, o desenvolvimento econômico pagará o investimento nas obras, que geram emprego e renda, além de proporcionar maior qualidade de vida e lazer para moradores e turistas”.

Os investimentos chegam a quase R$ 19 milhões e contempla o trecho de 2,87 km com a faixa de areia mais estreita, que vai do Canto Sul, onde ficam as dunas, até 500 metros antes da Foz do Rio Capivari. Atualmente, essa faixa é de cerca de 20 metros, na área da foz do rio, enquanto, no Canto Sul, chega a inexistir em alguns pontos. A expectativa é a de que passe a ter uma largura de 45 metros ao final das obras, e de 35 metros após a conformação feita pela maré.

Ao todo, a área a ser trabalhada vai receber um volume de 462 mil m³ de areia a ser retirada de jazida submarina que fica a mil metros de distância da orla, e que tem a mesma coloração e granulatura (dimensão) da que perfaz o balneário, atualmente. O novo engordamento conta com as devidas autorizações do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), através das concessões da Licença Ambiental Prévia (LAP) e da Licença Ambiental de Instalação (LAI). Eles se basearam no projeto executivo e nos estudos ambientais simplificados elaborados pela Prosul, uma vez que, por envolver volume de areia menor que 500 mil metros cúbicos, o alargamento dos Ingleses não precisa de Estudo de Impactos Ambientais, o EIA/Rima.

CANASVIEIRAS

O alargamento da faixa de areia da praia de Canasvieiras foi inaugurado em 17 de janeiro de 2020. O engordamento ou alimentação artificial” aconteceu no trecho de Canajurê até o Rio do Brás, beneficiando 2,32 km. A orla de Canasvieiras recebeu um volume total de aproximadamente 400 mil m³ de areia fina de cor e tamanho do grão semelhantes à existente antes das obras, material que foi dragado de jazida submarina localizada a uma distância de 1,4 km da praia. Com isso, a faixa de areia de Canasvieiras, que tinha em média de cinco a 10 metros (e em alguns pontos inexistia) passou a variar entre os 45 e 55 metros de largura, em sua pré-estabilização ou primeira conformação, tão logo o alargamento foi concluído.

Alargamento de Jurerê

A faixa de areia da praia de Jurerê será a terceira a passar por engordamento, no ano que vem. Neste caso, toda a extensão de 3,38 km desse que é o balneário mais movimentado da cidade, na alta temporada, será beneficiado. A ideia é a de que a orla, que assim como nos Ingleses inexiste em alguns pontos, fique com uma largura uniforme de 45 metros, inicialmente, e de 30 a 35 metros depois da acomodação da maré. Neste caso, a jazida fica a 1.350 metros de distância da costa, e serão “puxados” 427 mil m³ de areia com as mesmas características da praia.

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome