INFORME DA DENGUE EM SANTA CATARINA: MAIS DE 109 MIL CASOS E 51 MORTES

Com mais de 109 mil casos de dengue nesses primeiros meses deste ano, Santa Catarina, já alcança um aumento de 188% em relação ao patamar registrado no mesmo período de 2023.

Os dados oficiais constam do informe epidemiológico divulgado hoje pela Secretaria de Estado da Saúde, por meio da Diretoria de Vigilância Epidemiológica, relevando ainda que 260 municípios registraram casos prováveis e, além disso, já foram confirmadas 51 mortes por dengue.

Como não existe remédio específico contra a dengue, a secretaria da Saúde aponta que a prevenção continua sendo a melhor defesa, com a eliminação de locais com água parada para evitar a reprodução do mosquito Aedes aegypti.

As pessoas não devem tomar remédios por conta própria mas, sim, buscar por atendimento sobre orientações corretas.

ATENÇÃO E CUIDADOS

Para evitar o agravamento da doença, a secretaria alerta para a importância da hidratação intensa logo após os primeiros sintomas. “A dengue pode levar o corpo a ter uma perda de líquido. Por isso, é necessária a reposição adequada para evitar um agravamento do quadro”, destaca João Augusto Brancher Fuck, diretor de vigilância epidemiológica de SC.

O volume definido pelo Ministério da Saúde (MS) para a hidratação é de 60 mililitros (ml) de líquido por quilo (kg). Assim, uma pessoa com 60 quilos deverá ingerir em torno de 3,6 litros por dia. Nos casos suspeitos de dengue, a prioridade deve ser para a água potável, mas também se recomenda a ingestão de água de coco, sucos, chás, isotônicos e soro caseiro (feito a partir da diluição de uma colher (de café) com sal e duas colheres (de sopa) com açúcar para cada litro de água).

 

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome