HOSPITAL PÚBLICO EM PALHOÇA: “A CONQUISTA IMPORTANTE PARA A REALIZAÇÃO DE UM SONHO”

Prefeito Eduardo Freccia, governador Jorginho Mello e o deputado Camilo Martins na assinatura do acordo que vai construir o Hospital Público de Palhoça.

“Sempre acreditei nesse projeto! Muito lutei e batalhei pelo nosso hospital, por isso esse passo é tão importante para a realização do nosso sonho”, foi a declaração do deputado Camilo Marins (Podemos), ao assinar na segunda feira, com o prefeito Eduardo Freccia, o convênio firmado pelo governador Jorginho Mello e a secretária Estadual da Saúde, Carmen Zanotto, para a construção do Hospital Público de Palhoça. Assinaram também o acordo, o ex-secretário de Saúde de Palhoça Rosiney Horácio e outros vereadores.
O deputado Camilo disse ainda que “a cidade e a região não só merecem, mas carecem de um hospital”, afirmou.

O Hospital Regional de Palhoça é uma luta antiga do deputado e ex-prefeito da cidade, Camilo Martins, que articulou a liberação dos R$ 100 milhões por parte do Governo do Estado para a execução da obra. A assinatura do convênio garante o recurso necessário para a execução da obra. O valor total é de R$ 119 milhões, sendo o restante custeado pelo município. De acordo com o prefeito Eduardo Freccia, o edital de licitação para a definição da empresa que executará o serviço deve ser lançado nos próximos dias.

UNIÃO DE FORÇAS

“Mais do que a realização de um sonho, é a concretização de todo um trabalho que foi feito para que finalmente Palhoça pudesse comemorar a conquista de um equipamento tão importante para a promoção da saúde pública. Um trabalho muito bem executado em conjunto entre Prefeitura e Governo do Estado, mostrando que a união de forças em prol de um objetivo comum é a diferença entre sonhar e realizar. Hoje, com o apoio do governador, estamos realizando, estamos caminhando com passos concretos rumo à construção do Hospital Regional de Palhoça”, destacou o prefeito Eduardo Freccia.

O projeto prevê maternidade, atendimentos de urgência e emergência, traumatologia e internação. Além disso, a estrutura contará com 183 leitos, sendo 13 para pronto atendimento, 18 para UTI adulto, 109 de internação geral, 28 de internação ortopédica, 3 de internação de curta duração, 10 de enfermaria para maternidade e 2 para berçário de cuidados intermediários.

“Eu tinha o sonho de que o palhocense nascesse na cidade de Palhoça e agora, com a maternidade, isso será possível”, lembrou o deputado Camilo Martins.

A estrutura será construída na Avenida Vidal Procópio Lohn, no bairro Nova Palhoça, local de fácil acesso próximo à marginal da BR-101, em um espaço de aproximadamente 18 mil metros quadrados.

Em Palhoça mora Santa Catarina”, disse o governador, referindo-se ao crescimento do município em número de habitantes e à diversidade de origem dos moradores. “Não existe dinheiro público. O que existe é o dinheiro das pessoas, e ele precisa voltar para as pessoas. É isso que estamos fazendo, organizando as contas e investindo na saúde do nosso povo. Ouso dizer que é a obra mais importante de Palhoça”, afirmou o governador.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome