GOVERNO DE SC LIBERA RECURSOS PARA AÇÕES DE SEGURANÇA, SAÚDE E CULTURA EM JOINVILLE

Em Joinville, o governador Jorginho Mello liberou recursos e visitou as instalações da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.

Repasse de R$ 8 milhões para a Associação Estadual dos Bombeiros Voluntários que congrega 32 corporações atendendo 51 cidades, R$ 4,7 milhões para a  Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, responsabilidade de assumir e pagar 20% do custo de manutenção  do Hospital Municipal São José, administração  compartilhada com o município na gestão do Ceasa, foram algumas das decisões tomadas pelo governador Jorginho Mello que, ontem, participou da programação de aniversário dos 172 anos de Joinville.

Sobre o montante liberado de  verbas, Jorginho Mello reconheceu que “Joinville merecia muito mais, entretanto, a partir da posse no comando da administração, fomos obrigados a assumir uma herança de R$ 2,85 bilhões de déficit”,  reconhecendo que  “os compromissos que eu tenho com Joinville nós temos que saldar. O maior patrimônio de um político é honrar sua palavra”, disse o governador.

No caso da responsabilidade do governo em assumir com 20% as despesas de manutenção do Hospital São José, o Estado reconhece que a estrutura de saúde municipal de Joinville atua também como uma unidade de referência para toda a região Norte de Santa Catarina.

A gestão compartilhada do Ceasa municipal vai, inicialmente, funcionar por 180 dias e,  nesse período, será desenhada uma forma de transferir 100% dessa operação para o Estado, por meio da Ceasa SC.

A verba de R$ 8 milhões liberada para a Associação  dos Bombeiros Voluntários no Estado de Santa Catarina representa 33% maior do que a média anual dos últimos anos, que gira em torno de R$ 6 milhões. São 32 corporações que atendem 51 cidades e totalizam 1,6 milhão de catarinenses atendidos pelos bombeiros voluntários.

A Escola Bolshoi é única no mundo. Além de promover a inclusão, ela promove a educação e a transformação de vidas de Santa Catarina e do Brasil com seus resultados e suas ações. Governador Jorginho, sem o apoio sucessivo do Estado, nós certamente não estaríamos aqui hoje”, disse o presidente do Bolshoi no Brasil, Valdir Steglich.

Presentes a senadora Ivete Appel da Silveira, a vice-governadora Marilisa Boehm, os deputados estaduais Fernando Krelling, Matheus Cadorin, Maurício Peixer e Sargento Lima, além do prefeito de Joinville Adriano Silva. A senadora também contribuiu com recursos para dar suporte ao Bolshoi. Em emendas parlamentares, foram R$ 898 mil.

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome