ESTAÇÃO VERÃO EM SC: PROJEÇÃO DE RECEBER MAIS DE 2,8 MILHÕES DE TURISTAS NA TEMPORADA 2023/2024

Com a projeção de receber uma população flutuante de mais de 2,8 milhões, entre turistas internos e de fora do País, o governo de Santa Catarina lançou hoje a Estação Verão 2023/2024, dentre os meses de dezembro a março, envolvendo, além das áreas de segurança, infraestrutura, turismo, Meio Ambiente e serviços do Estado, engajamento de prefeituras, trade turístico Sebrae e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, a Fecomercio. O projeto foi planejado para  organizar os trabalhos do Estado em uma temporada em que há um enorme número de visitantes e um aumento no fluxo em suas praias, resorts, parques-aquáticos e tudo que o verão pode proporcionar.

Outras estimativas para a temporada de verão apontam um aumento de 12% na população flutuante no litoral catarinense, em comparação com o verão anterior. A estimativa de fluxo aéreo terá um aumento de 10% em relação à temporada de verão anterior, com crescimento de cerca de 27% no número de passageiros nacionais e 38% nos internacionais, em comparação ao ano anterior.

Ao presidir o lançamento do programa, o governador Jorginho Mello justificou que “estamos dando a devida atenção a nossa estação de verão, que não será mais apenas uma temporada e sim uma estação fixa. São todas as forças do Estado trabalhando na maior operação do turismo nunca vista antes”, destacou.

Nas ações turísticas, um dos principais intuitos da Secretaria de Turismo (SETUR) é apresentar o estado como uma estância turística e explorar todo o potencial de Santa Catarina. Assim, durante o verão, o programa tem como objetivo mostrar mais escolhas para quem deseja explorar o turismo catarinense. Em 2023, Santa Catarina recebeu 10 premiações no evento nacional “O Melhor de Viagem e Turismo”, do Grupo Abril, o que mostra o reconhecimento atual em nível nacional e deve aumentar o número de visitantes no estado.

Para o secretário de Turismo, Evandro Neiva, poder estudar e traçar as melhores estratégias para investir nos nossos atrativos demonstra a seriedade do governo de SC com uma das principais rodas que giram a economia catarinense, “o turismo é uma atividade econômica dinâmica e de oportunidades, que impacta na vida de diversas pessoas em diferentes níveis sociais e segmentos”, explica o secretário.

ENVOLVIMENTO

Para organização dos trabalhos do Poder Público, as ações da Estação Verão estão previstas entre dezembro 2023 e março de 2024. Estão envolvidos a Polícia Científica, a Polícia Civil, os Bombeiros Militares, a Polícia Militar, a Casan, a Celesc, a Secretaria de Estado da Segurança Pública, da Saúde, a Secretaria de Estado do Turismo e o Instituto de Meio Ambiente de SC.

Além da ação conjunta de vários órgãos públicos estaduais, a Estação Verão conta com a participação de organizações do setor privado: como o Sebrae e a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomercio-SC), tendo o objetivo de destacar o estado nacionalmente e internacionalmente nesse período.

Para a Operação Veraneio 2023/2024, serão empenhadas mais de 300 viaturas incluindo aviões, helicópteros, moto aquáticas, quadriciclos e embarcações. Além disso, contará com a maior mobilização da tropa da história da corporação, com 149 guarda-vidas militar, 262 alunos-soldados em estágio supervisionado e uma média de 2 mil guarda-vidas civis voluntários. Todos serão empenhados exclusivamente para atuar na Operação.

“A operação verão vem nos preparando desde outubro, vínhamos preparando os guarda-vidas em todas as praias. Serão 430 postos em todas as praias do litoral, se tornando a maior movimentação de bombeiros ou guarda-civis em toda a história dos bombeiros militares”, enfatiza o coronel do CBMSC Fabiano de Souza

POLICIAMENTO FARDADO

A Polícia Militar irá atuar em todo o litoral, fronteiras e rodovias estaduais, reforçando o contingente nas áreas de maior concentração de pessoas, dando mais segurança para os turistas e catarinenses. Serão 28 municípios do litoral que terão atenção especial no período.

Desde o inicio do mês de dezembro a PM já está realizando o trabalho de Operação de Pré-Verão, ação preventiva e que ajuda a identificar pontos de maior atenção. Os eventos ao ar livre, vias gastronômicas, praias e vias de comércio são pontos de atenção e que receberão efetivo diuturnamente.

O comandante-geral da PMSC, coronel Aurélio José Pelozato da Rosa, reforça as ações do órgão durante a temporada. “A PMSC estará envolvida com sua corporação em todos os momentos desta temporada de verão, tão importante para o nosso Estado”.

POLÍCIA CIVIL

A Polícia Civil  realizará diversas ações no âmbito da segurança pública objetivando uma resposta rápida e efetiva, acompanhando o movimento de pessoas que estejam passando pelo Estado, seja de férias, passeio ou mesmo a trabalho, e de alguma forma tenham sido
vítimas de atos criminosos. O reforço policial não será apenas para o atendimento do cidadão nos registros de ocorrências, mas também para o trabalho de investigação e outras ações específicas com o fim de levar uma pronta resposta à sociedade catarinense e seus visitantes.

“A polícia civil irá reforçar o seu contingente no litoral e nas delegacias de regiões praianas, iremos garantir o atendimento de excelência ao turista e ao catarinense”, explica o Delegado-Geral Ulisses Gabriel.

POLÍCIA CIENTÍFICA

A polícia científica aumentou o seu efeito no litoral, com mais de 21 servidores por dia mobilizados durante o período da Estação Verão. INFGRAESA perita-geral Andressa Boer Fronza, ressalta como a polícia científica trabalha na investigação e segurança dos turistas e catarinenses, “queremos que todos tenham um verão seguro e tranquilo, sem crimes e ocorrências, mas caso venha a acontecer, os turistas e o povo catarinense pode contar com a investigação da Polícia Científica”.

AÇÕES EM SAÚDE, MEIO AMBIENTE, ÁGUA E LUZ

Com o aumento do movimento do estado, a Secretaria de Saúde irá focar seus reforços no combate à dengue, treinando profissionais e realizando campanhas, dando o devido foco à uma época onde há um aumento considerável do mosquito progenitor. O SAMU também haverá reforços no seu atendimento nas centrais, garantindo agilidade e qualidade na resposta às chamadas por meio do 192. A Saúde também atua no alerta para os cuidados contra as altas temperaturas e realizará análises de coletas da água para pesquisa viral por meio do Laboratório Central.

“Com a chegada do verão, também tem o aumento dos focos de Dengue, por isso nós da secretaria da Saúde temos o compromisso de alertar e combater ainda mais o mosquito transmissor, são os nossos esforços para que o verão seja um sucesso”, explica a secretária de Saúde, Carmen Zanotto.

Para controlar o aumento de consumo no setor de energia elétrica, a Celesc irá contratar equipes de reforço, realocando a equipe para áreas com mais movimento, além do posicionamento de subestações móveis, torres de Emergência, novas subestações e a ampliação da capacidade de outras. A empresa contará com um efetivo de trabalhadores com mais de 1.200 profissionais entre eletricistas e atendentes comerciais para fazer frente às ocorrências em campo entre os meses de dezembro a março nas regiões do litoral.

“A Celesc veio se preparando para o aumento de consumo de energia no estado, sabemos que o consumo será muito elevado, devido ao alto volume de turistas vindo para o estado, mas mesmo assim, iremos garantir que haverá energia elétrica e atendimento de qualidade”, enfatiza o presidente Tarcisio Rosa.

A Casan conta com um investimento de mais de R$ 40 milhões em melhorias para as operações na Estação Verão. Haverá uma mobilização de uma força-tarefa para a inspeção de ligações de água e esgoto, criação de um disque-denúncia de irregularidades via número de WhatsApp e a instalação de dois QGs em Florianópolis.

“Desde o início do ano vínhamos nos preparando para o verão. Inaugurações de estações e reforço no contigente são apenas algumas das ações que a Casan irá realizar para o sucesso do verão catarinense”, enfatiza o presidente da Casan, Edson Moritz.

O Instituto do Meio Ambiente, a partir da segunda semana de janeiro até o fim de março, irá aumentar a frequência de coleta de balneabilidade em 82 pontos. A regularidade da coleta será cumprida três vezes por semana em 10 pontos de Balneário Camboriú (todos na praia central), 26 pontos em Florianópolis (em praias como Canasvieiras, Ingleses e Jurerê), duas vezes por semana em 3 pontos de Governador Celso Ramos, 9 pontos de Bombinhas,5 pontos de Itajaí, 8 pontos de Itapema, 4 pontos de Navegantes, 11 pontos de Penha e 6 pontos de Porto Belo.

“A ideia de aumentar a frequência da coleta é trazer uma resposta mais precisa das condições sanitárias da praia à população, principalmente, nas praias urbanas, podendo refletir melhor as condições ambientais dos pontos amostrados, visto que as informações também podem servir de apoio para que os municípios implementem ações de melhoria de saneamento”, explica a presidente do IMA, Sheila Meirelles.

 

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome