ESGOTO CLANDESTINO: MORADORES DE FLORIANÓPOLIS CONTINUAM PRATICANDO CRIMES AMBIENTAIS

Mesmo com campanhas, avisos e reuniões dirigidas às comunidades,  sobre a importância do respeito à educação ambiental, a irresponsabilidade com crimes por  proprietários e moradores de imóveis em Florianópolis, continua correndo solta. Em mais uma ação de rotina da operação Blitz Sanear coordenada pela prefeitura e Casan, foram lacradas sete tubulações clandestinas e  irregulares no sistema de esgoto no bairro Itacorubi. Todas as infrações foram firmadas numa única via, a servidão José Antônio de Lima.

Na primeira ação de vistoria, foi realizado o teste de corante na residência e, em seguida, ficou confirmado o descarte de águas do tanque, máquina de lavar roupas e caixa de gordura localizada à esquerda do imóvel em boca de lobo em frente à construção. O auto de infração ambiental foi lavrado pelo fiscal responsável.

Um terreno de características mistas (moradia e comércio), também foi fiscalizado e autuado. Mais uma vez, a aplicação do teste de corante denunciou irregularidades no sistema de saneamento da edificação. Um segundo auto de infração ambiental foi lavrado por conta do deságue do extravasamento da fossa do imóvel direto no bueiro localizados em via pública.

Na última ação, os proprietários de um imóvel não permitiram a entrada da Blitz na residência para realização do teste de corante. Contudo, a equipe identificou a presença de canos que desaguavam diretamente no bueiro em frente à residência. Pelo menos sete tubulações da casa estavam conectadas irregularmente ao local e foram lacradas. Os responsáveis ainda alegaram que a tubulação seria para escoar a água que acumula na calha do imóvel. No entanto, as águas que escoam da calha podem ser despejadas diretamente na sarjeta, não havendo necessidade de conectá-la ao bueiro.

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome