EMPRESA AÉREA DO PANAMÁ DEMONSTRA INTERESSE EM OPERAR EM SANTA CATARINA

A delegação liderada pelo governador Jorginho Mello, entregou à Companhia Aérea do Panamá proposta para abrir rotas com Santa Catarina.

No primeiro dia de compromissos oficiais no Panamá, na América Central,  a comitiva de autoridades catarinenses liderada pelo governador Jorginho Mello se reuniu e apresentou à diretoria da Companhia Copa Airlines a proposta de implantar uma linha aérea, com voo direto, entre a capital Panamá e Florianópolis. O diretor da companhia Gabriel Varela, que recebeu  a delegação catarinense, demonstrou interesse da empresa e que serão realizadas análises técnicas e de demanda de mercado para estudar a viabilidade da nova rota. Atualmente, a companhia atende 32 países, com voos para 81 destinos. Ao todo, transporta cerca de 16 milhões de passageiros ao ano

Durante o encontro, a delegação catarinense apresentou também dados dos  indicadores econômicos e sociais do Estado, assim como ressaltou os atrativos turísticos. A ideia é atrair a companhia que atende toda a América Latina, assim como a Europa, por meio de parcerias, oferecendo uma grande variedade de destinos aos catarinenses que viajam a turismo ou a negócios. Ao fim da reunião, a comitiva assinou um documento de intenções junto à companhia,  prevendo recursos para investimentos promocionais da possível rota.

“Nós apresentamos Santa Catarina e eles ficaram encantados. A gente precisa mostrar nosso estado para o mundo e o Panamá é estratégico, porque interliga regiões importantes, por isso esse voo pode ser um ganho extraordinário”, observou o governador Jorginho Mello.

“Faço uma avaliação positiva desse encontro. Mostramos as potencialidades de Santa Catarina, as projeções do que essa nova rota pode gerar e o que temos a oferecer. E o mais importante é a perspectiva de fazer de Florianópolis um grande centro de interligação com outros países”, reforçou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Mauro De Nadal.

Os deputados Antídio Lunelli e Fabiano da Luz acompanham o grupo. “Esse voo vai gerar emprego e renda para o nosso estado. Estou muito otimista”, destacou Lunelli. “Foi importante Santa Catarina demonstrar esse interesse em ter um voo que trará muitos benefícios para o estado”, completou Fabiano.

Também fazem parte da missão os secretários de Portos, Aeroportos e Ferrovias, Beto Martins, e de Articulação Internacional, Juliano Froehner.

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome