EMBRIAGUEZ AO VOLANTE: EM DOIS DIAS, 90 MOTORISTAS SÃO AUTUADOS PELA PRF

Por mais que, a Polícia Rodoviária Federal, constantemente, divulgue comunicados e faça alertas sobre os perigos que representam os veículos conduzidos por motoristas embriagados, acidentes continuam acontecendo nas rodovias federais.

E a prova de que, irresponsáveis ao volante continuam desafiando os perigos, semanalmente, em blitz, os patrulheiros rodoviários federais registram apreensão de veículos, de carteiras de habilitação, prisão e emissão de multas que são pesadíssimas. Nem assim, muitos desatinados, não tomam vergonha na cara.

Neste final de semana, em mais uma operação nas estradas, a PRF identificou mais de 90 motoristas dirigindo na BR-101, sob efeito de álcool e, menos de 3 horas, entre as cidades de Balneário Camboriú e Tijucas, os 26 agentes em serviço, multaram 59 motoristas, todos sob efeito do álcool. Para driblar a chuva, as equipes foram divididas e posicionadas em locais abrigados sob viadutos e retornos nas três cidades.

Os motoristas autuados por embriaguez tiveram suas carteiras de motorista recolhidas. Eles pagarão multa no valor de R$ 2.934,70 e terão o direito de dirigir suspenso por doze meses. O valor dobra se o caso for de reincidência nos últimos doze meses.

No ano de 2018, nas rodovias federais de Santa Catarina, a PRF já autuou 2.763 condutores por embriaguez ao volante. Foram realizados 53.570 testes de bafômetro e 405 operações específicas de combate à embriaguez.

“O motorista precisa saber que, mais cedo ou mais tarde, se não mudar esse comportamento de beber e dirigir, a PRF vai alcançá-lo. Aí não adianta se lamentar quando for punido com multa, suspensão da carteira e até com a prisão”, afirma o policial Everson Feuser, Chefe de Operações da PRF em Santa Catarina.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome