CHUVAS EM SC: GOVERNO FEDERAL ANUNCIA VERBAS EMERGENCIAIS DE APENAS 10% DOS PREJUÍZOS REAIS

Representando apenas 10% dos valores com prejuízos que Santa Catarina já sofreu com as chuvas, o governo federal anunciou hoje recursos de R$ 140 milhões contra mais de R$ 1 bilhão que os 160 municípios e o governo do Estado vão precisar para obras de  reconstrução. O anúncio do ministro das Relações Institucionais Alexandre Padilha, frustrando a expectativa, principalmente de prefeitos, foi feito em Blumenau hoje pela manhã. Outrra apreensão é que, mesmo em situação de emergência ou calamidade pública, além da previsão de que o tempo ainda vai apresentar instabilidades nos próximos dias, o governo estadual e os municípios, irão ter que enfrentar burocracias oficiais, o que coloca em incertezas de prazos, o recebimento das verbas federais.

O ministro Padilha até tentou amenizar a apreensão sobre o desequilíbrio  de valores entre o que a União prometeu e o mapa real dos prejuízos, enfatizando que o governo federal mantém investimentos em Santa Catarina nas BRs 470, 282 e 280, esquecendo que são obras antigas, prometidas por vários governo e que, como atualmente, ou estão se arrastando ou até paralisadas.

O relatório dos danos e prejuízos acusados até agora em Santa Catarina, com valores que ultrapassam R$ 1 bilhão, foram levantados pela secretaria de Estado da Proteção e Defesa Civil de acordo com o Sistema Integrado de Informações sobre Desastres (S2ID), do Governo Federal.

Presente na reunião, acompanhado de prefeitos das regiões do Vale Europeu, Foz do Rio Itajaí e do Alto Vale do Itajaí, o governador Jorginho Mello observou que “queremos deixar tudo claro para que os gestores possam realizar os planos de ação de forma correta e assim receberem os recursos rapidamente. Somos um povo que não se entrega e tenho certeza que, em breve, vamos ter nossas cidades restabelecidas”, lembrando ainda que “estive em Três Barras e percorri alguns bairros e um abrigo da cidade onde estão 400 pessoas. Ainda temos muito o que fazer, mas destaco aqui a ação efetiva das nossas forças de segurança quanto ao alerta das chuvas e a pronta resposta. O Governo do Estado alertou os moradores evitando que a situação se agravasse e durante as chuvas agiu rapidamente”, ressaltou o governador.

São 153 municípios que decretaram Situação de Emergência, sendo que desses, quatro decretaram Calamidade Pública: Rio do Sul, Taió, Rio do Oeste e Laurentino. A região do Vale do Itajaí foi uma das mais atingidas pela enchente. O governador Jorginho Mello, disse que a situação ainda é delicada. Apesar das chuvas volumosas terem dado uma trégua, parte de cidades ainda está debaixo d’água.

 

 

 

 

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome