BRASÍLIA: GOVERNO E BANCADA CATARINENSE COBRAM PRIORIDADES PARA OBRAS RODOVIÁRIAS

Buscar e acelerar prioridades do governo da União para investimentos em setores da infraestrutura, especialmente, na conclusão  de obras do sistema rodoviário federal no Estado, foram os principais temas acertados hoje em Brasília durante reunião do governador Jorginho Mello com os três  senadores e os 16 deputados que integram o Fórum  Parlamentar Catarinense no Congresso Nacional. Os pleitos estão concentrados nas  BRs-470, 282, 285, 163 e 28, além de obras de alargamentos de pistas e adequações em aeroportos regionais do estado.

“Essa foi a nossa primeira reunião e falei aos parlamentares: quero estar reunido sempre com a nossa bancada, aqui ou em Santa Catarina. Afinal, nós dependemos do Governo Federal para inúmeras questões, então, a união da bancada faz com que demonstremos união e força para agilizar os pleitos, pois Santa Catarina tem pressa” destacou o governador.

Jorginho Mello também dividiu com a bancada um tema de interesse ao estado: o julgamento do STF sobre o Marco Temporal das terras indígenas, ação promovida pela Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina.

FEDERALIZAÇÃO DA FURB

Ainda em Brasília, o governador Jorginho Mello, acompanhado do prefeito de Blumenau, Mário Hildebrandt e a  reitora da Furb, Márcia Sarda Espíndola, tratou com  o ministro da Educação, Camilo Santana, do projeto de  federalização da Universidade Regional de Blumenau.

No encontro ficou decidido junto ao Ministério que o prazo para o término do estudo sobre a federalização será prorrogado por seis meses. O ministro também sinalizou que há interesse em seguir com o processo, encaminhado ainda na gestão passada.

Em agosto de 2022 o então ministro da pasta, Victor Godoy, assinou um termo de compromisso dando prazo para que a instituição terminasse os estudos. O prazo chegou ao final deste mês de fevereiro e por isso foi renovado.

 

 

 

 

 

 

Parceiro

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome