SAÚDE PÚBLICA: PREFEITURA DE SÃO JOSÉ OFERECE TRANSPORTE DE PACIENTES COM O “UBER SAÚDE”

Pacientes que precisam de procedimentos médicos nas unidades básicas de saúde de São José estão recebendo tratamento de referência com o programa “motorista particular” adotado pela prefeitura municipal desde o mês de outubro. O “Uber da Saúde”, que já realizou mais de 3 mil viagens com 300 pacientes, garante locomoção para pessoas com mobilidade reduzida, nula ou que realizam tratamentos continuados como hemodiálise, quimioterapia, radioterapia e outros, com conforto e segurança.

A secretária municipal de Saúde, Sinara Simioni, afirma que, antes do programa, a Prefeitura utilizava cerca de 40 veículos para encaminhar pacientes para os diferentes pontos de saúde da região.“Com este novo modelo de transporte de pacientes, estamos realizando um trabalho mais humanizado, ofertando mais qualidade e conforto para o atendimento de pessoas com deficiência de locomoção ou que estejam passando pelo processo de tratamentos como hemodiálise, quimioterapia e tantos outros”, explicou.

ACESSO AO UBER SAÚDE

Para ter acesso ao serviço, os pacientes devem buscar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência para apresentar os documentos necessários para a realização do cadastro, posteriormente o Setor de Transporte realiza o contato direto para o agendamento das viagens. Todo paciente que necessite de hemodiálise é elegível para o programa, bem como aqueles que precisem de reabilitação ou tratamento em outros municípios, como consulta e exames, desde que tenham mobilidade reduzida ou nula, cadeirante ou não.O motorista se desloca até a casa do paciente, de acordo com o horário do procedimento agendado, e vai direto para o local de tratamento, sem escalas para buscar outros pacientes, o que gera mais comodidade, mais segurança e menor tempo de deslocamento.

“Pra mim, que faço hemodiálise há 9 anos, as vezes saía mal e demorava para chegar em casa. Antes tinha que esperar todos os outros serem deixados antes e agora venho direto pra casa. Até o psicológico melhora, vivia na pressão preocupada se não estava no horário de voltar pra casa. Então, hoje fico mais tranquila, pois tenho mais segurança ao chamar o motorista. É mais prático e traz mais conforto para nossos dias, que não são nada fáceis”, relatou a paciente usuária do serviço Vanderleia Probst, de 57 anos, que era uma das últimas a ser deixada em casa.

Os pacientes devem buscar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência para apresentar os documentos necessários para a realização do cadastro, posteriormente o Setor de Transporte realiza o contato direto para o agendamento das viagens. Todo paciente que necessite de hemodiálise é elegível para o programa, bem como aqueles que precisem de reabilitação ou tratamento em outros municípios, como consulta e exames, desde que tenham mobilidade reduzida ou nula, cadeirante ou não.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome