PREFEITURA ORIENTA POPULAÇÃO SOBRE PRESERVAÇÃO DAS IGREJAS COMO PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE FLORIANÓPOLIS

Dentro do preceito de relevância histórica, um manual lançado pela  Prefeitura de Florianópolis, orienta a população sobre a conservação do patrimônio das igrejas históricas da capital. O guia, elaborado pela secretaria Municipal de Planejamento e Inteligência Urbana, disponibilizado de forma online e desenvolvido por especialistas na área, traduz  diretrizes fundamentais sobre a manutenção desses importantes patrimônios arquitetônicos.

A cartilha abrange tópicos essenciais, incluindo a relevância histórica, órgãos reguladores, normas de tombamento, preservação e orientações gerais aos proprietários. O documento fornece ainda orientações específicas para a preservação de igrejas, destacando a importância da compatibilidade entre intervenções modernas e materiais mais antigos. Alerta sobre os cuidados com a água, promove a acessibilidade, e enfatiza a preservação da autenticidade, desencorajando intervenções que possam comprometer a compreensão do patrimônio.

As igrejas de Florianópolis estão entre os edifícios coloniais mais antigos do território da cidade, sendo testemunhas vivas da história. Essas construções desempenharam um papel central na formação dos núcleos urbanos nos séculos XVII e XVIII. Além de seu valor histórico, as igrejas contribuem para a riqueza cultural da cidade, sendo símbolos de identidade para a comunidade local.

O prefeito Topázio Neto destaca a importância de preservar as marcas culturais do passado para manter viva a memória coletiva da sociedade. “A preservação exige não apenas a conservação das estruturas, mas também a compreensão e adaptação de seus usos, garantindo que continuem a enriquecer a identidade e a história de Florianópolis”, afirma.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome