CHUVAS EM SC: 46 CIDADES ATINGIDAS E SETE EM ESTADO DE CALAMIDADE PÚBLICA

Da sete da Defesa Civil em Florianópolis, o governador Jorginho Mello acompanha a situação das chuvas e as ações de auxílio às cidades atingidas.

As fortes chuvas registradas nas últimas horas em Santa Catarina já atingem 46 cidades e, sete municípios, decretaram situação de emergência.Hoje, na sede da Defesa Civil em Florianópolis, o governador Jorginho Mello acompanhou os boletins meteorológicos e comandou os trabalhos das equipes que, no interior do Estado, prestavam auxílio aos municípios atingidos pelas chuvas. Com alagamentos e chuvas com granizo, as cidades de São Bento do Sul, Ibiam, Jaborá, Corupá, Laurentino, Presidente Getúlio e Campo estão sob estado de emergência.

Dentro do quadro geral apontado por técnicos da Defesa Civil, a situação no Alto Vale do Itajaí exige atenção por conta das características do rio Itajaí Açu. “As águas sobem muito rapidamente, mas demoram a baixar”, explica o coronel Cesar Nunes.

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, até as 18 horas de hoje, já havia realizado  399 atendimentos relacionados ao evento climático no estado.

O governador reforçou que está sendo empenhada toda a capacidade técnica e operacional do Estado na missão principal de proteger vidas. “Nós estamos há três dias reunidos com a Defesa Civil, secretarias de Estado e forças de segurança, monitorando as informações e alertando a população. Nossas equipes estão na rua socorrendo as pessoas, mas a preocupação ainda é grande porque a previsão é de mais chuva. Vamos continuar vigilantes, cuidando das pessoas, protegendo a vida e o nosso patrimônio”, observou.

PRONTIDÃO

O cel. Fabiano de Souza,comandante-Geral do CBMSC, que também acompanha a situação diretamente do Centro Integrado de Operações, da Defesa Civil. disse que além dos militares que atuam nas cidades atingidas, 15 equipes especializadas  já estão em sobreaviso, para rápido emprego, caso seja necessário. Em caso de emergência a população deve procurar a unidade do Corpo de Bombeiros pelo telefone 193.

Foram registradas ocorrências nas áreas dos Batalhões de Bombeiros Militar de Canoinhas, Curitibanos, Joaçaba, Blumenau, Rio do Sul, Florianópolis, Balneário Camboriú, Itajaí, São Miguel do Oeste, Lages, Tubarão, Chapecó e Xanxerê.

Uma sala de situação foi aberta na Secretaria de Assistência Social, Mulher e Família junto ao  Grupo de Ações Coordenadas da Defesa Civil. e uma equipe técnica, mantendo contato com os agentes   que estão nas cidades que registraram algum tipo de ocorrência.

A secretária, Maria Helena Zimmermann, ressalta que o governo segue acompanhando em tempo real a situação no estado e trabalhando em conjunto com a Defesa Civil e outros órgãos de segurança, para garantir o atendimento a todos. “Nossa intenção é sempre minimizar os impactos e garantir o atendimento digno a todos aqueles que de alguma forma já foram atingidos pelas chuvas”, comenta.

A secretaria também disponibiliza o guia de acesso rápido da atuação socioassistencial em situações de emergência e calamidade. O intuito é capacitar os profissionais dos municípios sobre como agir quando esses casos acontecem, como utilizar os recursos e outras informações importantes. O material, pode ser baixado no próprio site da secretaria.

SITUAÇÃO NAS RODOVIAS

A Polícia Militar Rodoviária  tem acompanhado a situação das rodovias e o tenente-coronel PM Marcus Vinicius dos Santos, aponta que foram registrados desde pontos de alagamentos, queda de barreiras até trechos totalmente interditados.

A situação no sistema rodoviário até às 18 horas, apontava:

Trânsito interrompido entre Joaçaba e Luzerna;
SC-114, entre Urubici e São Joaquim, interditada no KM 401;
SC-110, em Lontras, trânsito interditado no KM 200;
SC-447, em Indaial, trânsito parcialmente interditado no KM 198;
SC-135, em Caçador, deslizamento de encosta no KM 72;
SC-453, trecho Ibicaré a Luzerna, trânsito interditado para veículos pequenos;
SC-465, de Ibicaré a Treze Tilias, trânsito totalmente interditado;
SC -135, que liga Tangará a Ibiam, meia-pista liberada;
SC-283 em Nova Estrela, com deslizamento de árvores, totalmente interditada;

PREVISÃO DO TEMPO

De acordo com a Defesa Civil e Epagri/Ciram, a previsão do tempo indica que a semana será marcada por temporais e chuva volumosa, intercalados com breves períodos de melhoria.

Nesta noite, as chuvas continuam e, gradativamente, diminuiem de intensidade. No entanto, persiste o risco para alagamentos, deslizamentos e enxurradas. Amanhã, a chuva enfraquece na maioria das regiões, permanecendo de forma mais persistente e com totais elevados de 40 a 70 mm entre o Vale do Itajaí, Planalto Norte e Litoral Norte, especialmente nas áreas mais próximas ao Paraná, com risco para alagamentos, deslizamentos e enxurradas.

Entre a sexta-feira e  domingo, as instabilidades voltam a ganhar força em SC, com chuva mais persistente no fim de semana e com acumulados elevados acima de 100 mm. Nesse período, há risco para ocorrências associadas a alagamentos e deslizamentos. Por conta dos altos volumes de chuva previstos combinados ao solo encharcado e os níveis dos rios mais elevados, também há risco para ocorrências de enxurradas e inundações graduais. Entre a tarde de sexta-feira e a madrugada de sábado, também há risco alto para ocorrências associadas a temporais e chuva intensa, como destelhamentos, danos na rede elétrica, alagamentos, queda de galhos e árvores.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome