PACTO PELO SANEAMENTO: PREFEITURA ACIONA POLÍCIA E LACRA ESGOTOS CLANDESTINOS EM FLORIANÓPOLIS

Depois de acionar a Polícia Civil e o Ministério Público, na terça feira, sobre violação de lacres em esgoto clandestino por moradores autuados pela fiscalização do setor de vigilância sanitária, a  Prefeitura de Florianópolis, identificou hoje um novo vazamento de esgoto doméstico em um córrego, no bairro Córrego Grande. A ação ocorreu após o recebimento de denúncia pela equipe de fiscalização que, ao chegar ao endereço, rua Manoel Rosa dos Santos, efetuou a abordagem aos moradores, executou o teste de corante na fossa do imóvel e comprovou a conexão irregular entre a tubulação residencial e um bueiro da via, que deveria escoar apenas água da chuva.Os moradores foram autuados e o canal do esgoto lacrado.

Já no sul da ilha, na Av. Pequeno Príncipe e na rua das Corticeiras, bairro Campeche, a ação consistiu em coletar amostras de efluentes de esgoto das ETEs (estações de tratamento de esgoto) individuais. Pelo menos uma construção mista (moradia e comércio) e uma residência tiveram líquidos coletados para análise e identificação de padrões de lançamento em rede pluvial.

Foram coletadas amostras dos pontos de chegada e saída das ETEs, sendo encaminhadas ao laboratório para que sejam analisados os padrões de lançamento. Caso a estação não esteja operando adequadamente e os padrões de saída da estação não estejam atendendo as diretrizes descritas na OT 09 da Vigilância Sanitária, a equipe fará o retorno ao local e poderá autuar os responsáveis por crime ambiental, conforme a Lei Federal 9605/98.

CANAIS DE DENÚNCIAS

A Prefeitura de Florianópolis possui meios de comunicação gratuitos para a realização de inspeções domiciliares ou denúncias contra crimes ambientais e de saúde relacionados ao descarte irregular de esgoto. O principal canal para registrar queixa à ouvidoria é o número de WhatsApp (48) 8482-9617. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h.

A Blitz Sanear é um programa executado pela Prefeitura de Florianópolis por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Vigilância Sanitária Municipal, Floram e Casan.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome