PREFEITURA DE SÃO JOSÉ: “A VELOCIDADE QUE O CÂNCER DE MAMA E COLO DE ÚTERO ATINGE AS MULHERES”

Com temas descrevendo a prevenção ao câncer de mama e de colo de útero, bem como,   a velocidade que invadem o organismo das mulheres, a  Prefeitura de São José promoveu hoje uma conferência para, também,  estimular as servidoras da Secretaria de Saúde a se prevenirem contra a doença. Para tratar do tema “Saúde da Mulher”, foram convidadas a ginecologista Gláucea Diniz e a mastologista Tania Souza Machado da Silva.

Os especialistas alertaram para a boa resposta ao tratamento, quando a paciente detecta no início, principalmente quando é pequeno o tumor. A mama diferente dos homens apresenta um tecido glandular, formado por  tecidos, ligamentos e gorduras.

Na palestra, os médicos explicaram que o câncer de mama encontrado abaixo das axilas é comum e aparece em 50% dos casos, porque é um local onde se encontram mais glândulas. O principal motivo para o surgimento do câncer é a idade de 50 a 60 anos. O câncer de mama é “silencioso”, não causa dor, mas quando apresenta os sinais de secreção, rigidez, lesão de pele, alteração da mama é porque ele já está se alastrando.

O caroço na mama é um dos motivos que levam as pacientes a visitarem as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e necessita ser examinado. “Nem todo o nódulo da mama é câncer, mas todo o nódulo que aparece em mulheres com mais de 50 anos, precisa ser investigado”, reforça Gláucia Diniz.

RASTREAMENTO DO CÂNCER

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) junto com o Ministério da Saúde realiza o rastreamento do câncer, dando as normativas. Todos os anos emitem uma cartilha de orientação sobre o câncer de mama, de maneira didática. De acordo com o Inca, dentro do cenário nacional o tumor é detectado em estágio avançado. Na rede Pública 74% das pacientes chegam atrasadas e 25% demoram para se dirigirem ao atendimento privado.

A mamografia é o único exame que rastreia o câncer. Especialistas alertam para a sua importância e não deve ser temido. “Nunca vi nenhuma paciente morrer por ter passado por uma máquina de mamografia, mas já vi muitas chegarem ao óbito por não terem passado pelo exame”, revela a ginecologista, com 30 anos de experiência na área ginecológica.

Um dos obstáculos para a detecção do tumor é a densidade mamária, pois,o exame é descrito em branco e o caroço também é branco, por isso mulheres com mais gordura no seio têm mais chances de apresentar exatidão na imagem e consequentemente, tratarem a doença.

HPV

O câncer do colo do útero é causado por infecção sexualmente adquirida com certos tipos de HPV. Na palestra, foi enfatizada a oferta da vacina do HPV para meninas de 11 a 14 anos, e que é nesta idade em que a imunidade das jovens é mais forte e portanto, respondendo melhor à vacinação.

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome