TRE/SC E SEGURANÇA PÚBLICA DEFINEM AÇÕES PARA AS ELEIÇÕES DESTE ANO

Para  estabelecer ações de segurança, de orientação a eleitores, de coibição a crimes eleitorais, entre outras  atuações a serem desempenhadas durante o período eleitoral pelas polícias Civil, Militar,  Científica e Corpo de Bombeiros, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Leopoldo Augusto Brüggemann e o vice-presidente e corregedor regional eleitoral, desembargador Alexandre d’Ivanenko, acompanhados de outros diretores da instituição, estiveram reunidos hoje, em Florianópolis, com o Colegiado Superior de Segurança Pública de Santa Catarina.

“Este momento é a prova de que Executivo e Judiciário estão unidos para garantir a regularidade das Eleições”, afirmou o presidente do Colegiado Superior, Giovani Adriano, na abertura dos trabalhos. O diretor-geral do Colegiado, Cel. Vanderlei Vidal, também destacou a importância da reunião, considerando uma “aproximação fundamental para que entendamos o papel de cada instituição e possamos contribuir no processo eleitoral”.

O presidente do TRE-SC, des. Leopoldo, ressaltou a histórica tranquilidade dos pleitos em Santa Catarina e agradeceu o apoio permanente das forças do estado na segurança das eleições. “Nas minhas várias atuações na Justiça Eleitoral, como juiz eleitoral e agora como presidente do Tribunal, nunca presenciei fato significativo que atentasse contra a ordem e a segurança dos pleitos”, garantiu.

Já o vice-presidente e corregedor regional eleitoral, des. Alexandre d’Ivanenko, informou que em breve será disponibilizado o “Guia Rápido – Polícia e Manutenção da Ordem nas Eleições 2022”. Trata-se de um manual de orientação “com informações importantes para que os policiais possam agir com efetividade no dia da votação”, alertou o corregedor.

AÇÕES DE SEGURANÇA

Por fim, o diretor-geral do TRE, Gonsalo Ribeiro, noticiou que o Gabinete de Pronta Resposta, instalado pela Justiça Eleitoral catarinense em 11 de agosto e que contará com a participação do Colegiado, terá um espaço físico na sede do Tribunal, com ferramentas de pesquisa e informações relevantes para atuação na prevenção e no tratamento de incidentes no dia das eleições. “Também pretendemos disponibilizar à polícia militar um mecanismo de consulta aos locais de votação, a fim de que auxiliem os eleitores nessa que é uma das principais dúvidas no dia do pleito”, finalizou.

Também estiveram presentes na reunião os juízes do Pleno do TRE-SC Jefferson Zanini e Willian de Quadros; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, Marco Aurélio Barcelos; o delegado-geral da Polícia Civil de Santa Catarina, Marcos Flávio Ghizoni Júnior; o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, Cel. Marcelo Pontes; o sub-comandante-geral da Polícia Militar, Cel. Evandro de Andrade Fraga; e o coordenador de Operações Integradas do CSSPPO, Cel. William Wallace da Silva.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome