SÃO JOSÉ AMPLIA CAPACIDADE DE PONTOS DE VACINAÇÃO CONTRA A PARALISIA INFANTIL

Para ampliar a capacidade de vacinação contra a paralisia infantil, a Prefeitura de São José vai ofere3cer, a partir de amanha,  um ponto estratégico no bairro do Kobrasol. Com isso, o município  passa a contar com  três locais para imunização de  crianças de 1 e 4 anos, 11 meses e 29 dias: Avenida Central do Kobrasol, das 9h às 12h; Policlínica de Campinas, das 10h às 17h; e no Continente Park Shopping, das 13h às 19h, próximo da praça de alimentação.

Para receber a vacina, é necessário comparecer com um documento com foto e a caderneta de vacinação. A Secretaria de Saúde reforça que certidões de nascimento também são aceitas, tendo em vista que algumas crianças ainda não têm documento com foto. Ainda no sábado, a Policlínica de Campinas realizará a Campanha de Multivacinação, em que haverá para os menores de 15 anos a atualização do quadro de vacinas.

Ao longo da semana todas as Unidades Básicas de Saúde do município estão prosseguindo com as campanhas contra a Poliomielite e Multivacinação. O horário de atendimento das unidades é das 8h às 16h, para as unidades que fecham às 17h, e 18h para as UBSs que fecham as 19h. Em Campinas a vacinação segue até as 21h.

DESAFIO

A cobertura vacinal de crianças com até 5 anos (1 a 4 anos, 11 meses e 29 dias) contra a Poliomielite é um desafio para a Saúde de São José. Dados mostram que foram vacinadas apenas 1.068 crianças desde o início da Campanha de Multivacinação, representando 7,39% do público-alvo. O objetivo é vacinar 95% das crianças menores de 5 anos, conforme foi estabelecido pelo Ministério da Saúde.

ERRADICAÇÃO

As crianças que estão na faixa etária de vacinação deverão ser imunizadas indiscriminadamente com a Vacina Oral Poliomielite (VOP), desde que já tenham recebido as três doses de Vacina Inativada Poliomielite (VIP) do esquema básico. A doença, também chamada de paralisia infantil, tem certificado de erradicação no país desde 1994, mas a baixa cobertura vacinal nos últimos anos preocupa especialistas.

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome