QUALIDADE AMBIENTAL: SÃO JOSÉ VAI RECEBER NOVA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE ESGOTO

A atual estação de tratamento está fora de normas ambientais

Para viabilizar  normas ambientais, atender uma antiga demanda da população e, como principais normas técnicas de qualidade de vida, terminando com o cheiro ruim que evapora da atual estação de tratamento de esgoto da Casan em São José, a prefeitura está doando uma área área adicional de 110 m² para implantação de um novo projeto. A nova estrutura será construída aos fundos da atual estação (esquina da rua Kiliano Hames com Francisco Torquato Rosa), devendo ser entregue no prazo de dois anos. O termo ainda prevê, ao encargo da Casan, a recuperação ambiental da área, que ganhará um parque municipal. O investimento previsto é de R$ 280 milhões.Para oficializar a transferência como doação do imóvel à Casan, o prefeito Orvino Coelho de Ávila vai encaminhar  um projeto de lei para a Câmara de vereadores.

Nas tratativas para a obra, a Casan solicitou ao município inicialmente um terreno de 50 mil m², tendo o Executivo disponibilizado à época área inclusive maior, de 75 mil m². Em ofício recentemente encaminhado ao Executivo, a Casan informou que a obra exigirá uma área total de 180 mil m2 e pediu um espaço adicional de 50 mil m², tendo o prefeito ofertado novamente metragem maior, de 110 mil m², que será objeto do projeto de lei. A doação visa acelerar o início da obra da nova estação que virou um dos maiores compromissos da atual gestão. “A cidade cresce para aquela região e a Prefeitura está disposta a atender as demandas da Casan por entender a importância de desativar as lagoas, que causa o mau cheiro, afetando a qualidade da vida das pessoas”, observou o prefeito.

FIM DE UM PESADELO ANTIGO

“Em fevereiro de 2021 solicitei uma audiência com o juiz da Fazenda e as promotorias do Meio Ambiente e Moralidade Administrativa e iniciei uma movimentação para solucionar esta questão, que perdurou durante outras gestões e agora com a assinatura do Termo Aditivo foi possível chegar em uma conclusão para este caso antigo”, destacou o prefeito que, avalia, a atual estação como “uma fratura exposta” no município, exigindo uma solução definitiva.

O processo de licitação se encontra suspenso por aplicação de recurso de uma das empresas participantes. A situação pode ser acompanhada por aqui: https://www.casan.com.br/licitacoes/editais-arquivos/licitacao_id/9147.

 

- Parceiro -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, digite seu comentário
Por favor, informe seu nome